Olimpianos - Journal of Olympic Studies

Olimpianos - Journal of Olympic Studies

Basic info

  • Publisher: Centro de Estudos Socioculturais do Movimento Humano (CESC) Cidade Universitária
  • Country of publisher: brazil
  • Date added to EuroPub: 2019/May/30

Subject and more

  • LCC Subject Category: Social Sciences, Sports and Recreation, Humanities
  • Publisher's keywords: Humanities and Olympic Studies, Human Sciences, Social Communication, Recreation, Olympic and Paralympic Studies, Sport
  • Language of fulltext: english, portuguese, spanish, catalan

Publication charges

  • Article Processing Charges (APCs): No
  • Submission charges: No
  • Waiver policy for charges? No

Editorial information

Open access & licensing

  • Type of License: CC BY
  • License terms
  • Open Access Statement: Yes
  • Year open access content began: 2017
  • Does the author retain unrestricted copyright? False
  • Does the author retain publishing rights? False

Best practice polices

  • Permanent article identifier: DOI
  • Content digitally archived in: Nopolicy
  • Deposit policy registered in: None

This journal has '28' articles

THE SOCIAL RESPONSIBILITY OF THE OLYMPICS GAMES: OLYMPIC WOMEN

THE SOCIAL RESPONSIBILITY OF THE OLYMPICS GAMES: OLYMPIC WOMEN

Authors: Elisabeth Pike
( 0 downloads)
Abstract

This paper will review the history of women’s involvement in the Olympic Games, how gender is socially (re)constructed through these events, current issues facing women who compete at the Olympic/Paralympic level, and what social responsibility the Olympic movement might assume to improve the experiences of Olympic women in the future.

Keywords: Olympism; Gender; Social Responsibility
O APRENDIZADO DE CONDUTAS ÉTICAS ATRAVÉS DOS VALORES OLÍMPICOS: UMA EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA

O APRENDIZADO DE CONDUTAS ÉTICAS ATRAVÉS DOS VALORES OLÍMPICOS: UMA EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA

Authors: Natália Kohatsu Quintilio
( 0 downloads)
Abstract

O objetivo deste artigo é analisar uma intervenção que aproxima os valores olímpicos à prática pedagógica da educação física visando facilitar o aprendizado de condutas éticas. Ética será definida como a intenção de uma vida boa, com e para os outros e em instituições justas. O indivíduo tem um papel ativo na construção dos valores numa interação do mesmo sobre o meio e do meio sobre ele. O esporte costuma ser visto como uma ferramenta de ensino e aprendizagem e é justificado por ser um caminho útil para o desenvolvimento de atitudes valorosas. Ao recriar os Jogos Olímpicos, Pierre de Coubertin consolidou as características educacional e humanista do esporte, dando origem à educação olímpica. Entretanto, o desenvolvimento de questões éticas através de práticas esportivas continua sendo um campo com poucas investigações empíricas. Sendo assim, foi proposta uma intervenção para levantar como alunos do 4º ano do ensino fundamental entendiam cada um dos valores olímpicos. Concluiu-se que, mesmo sendo uma temática de alta complexidade, ela não pode deixar de ser feita e registrada para colaborar com estudos futuros, pois os valores podem levar o indivíduo a uma conduta ética.

Keywords: Ética; Valores Olímpicos; Educação Olímpica
A OLIGARQUIA OLÍMPICA: UMA LEITURA SOBRE A AUTOPERPETUAÇÃO DOS BRASILEIROS NO PODER DAS INSTITUIÇÕES OLÍMPICAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

A OLIGARQUIA OLÍMPICA: UMA LEITURA SOBRE A AUTOPERPETUAÇÃO DOS BRASILEIROS NO PODER DAS INSTITUIÇÕES OLÍMPICAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

Authors: Barbara Schausteck de Almeida, Wanderley Marchi Júnior
( 0 downloads)
Abstract

As instituições olímpicas estão em crescente escrutínio público, considerando o aumento de sua evidência econômica, social e simbólica, cujas lógicas de mercado não necessariamente vinham acompanhadas de modernização em sua governança. Visando investigar como as posições de liderança no esporte olímpico brasileiro se dão historicamente, utilizamos fontes secundárias e documentos oficiais para discutir, com Pierre Bourdieu, a dominação de uma chamada “oligarquia olímpica” nas posições mais relevantes do Comitê Olímpico Brasileiro, da representação brasileira no Comitê Olímpico Interacional e no Comitê de Candidatura Rio 2016. Destacamos que, apesar das tentativas de adoção de processos mais democráticos e que tenham alternância no poder, as estruturas olímpicas ainda têm tendências de manutenção da ortodoxia.

Keywords: Governança; Esporte; Brasil; Movimento Olímpico
PROCESSOS MIGRATÓRIOS E DESLOCAMENTOS: CAMINHOS QUE LEVARAM ATLETAS DE MODALIDADES COLETIVAS AOS JOGOS OLÍMPICOS DE BARCELONA EM 1992

PROCESSOS MIGRATÓRIOS E DESLOCAMENTOS: CAMINHOS QUE LEVARAM ATLETAS DE MODALIDADES COLETIVAS AOS JOGOS OLÍMPICOS DE BARCELONA EM 1992

Authors: Katia Rubio
( 0 downloads)
Abstract

Diferenças regionais e desigualdades marcam a história brasileira. Essas são algumas das razões que provocaram movimentos migratórios, em um primeiro momento deslocando populações do meio rural para as cidades e já no final do século XX de diferentes cidades para outras regiões e mesmo outros países. A falta de recursos e de oportunidades profissionais também é vivida por atletas que partem de suas cidades e vilas em busca de times e clubes onde possam experimentar desenvolvimento que os levem a ser atletas destacados em suas modalidades com o objetivo de ser olímpicos. A lógica de clubes esportivos aristocráticos ou de características coloniais como celeiros de atletas olímpicos se mantém, ao longo do Século XX, até que o esporte se torna objetivo de políticas públicas. Ainda assim, as cidades com maior organização esportiva permaneceram como destino de atletas habilidosos de todo a país, provocando um fluxo migratório que se pretende explorar nesse artigo, cujo objetivo é identificar a origem e o destino dos atletas de modalidades coletivas a migrarem na década de 1990, momento em que se deu o processo de profissionalização dos atletas brasileiros.

Keywords: Imigração; Deslocamentos; Atletas Olímpicos; Profissionalização
PERCEPÇÃO E AVALIAÇÃO DOS ESPECTADORES EM RELAÇÃO ÀS ATIVAÇÕES DE PATROCÍNIO DOS EVENTOS TESTE DOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 2016

PERCEPÇÃO E AVALIAÇÃO DOS ESPECTADORES EM RELAÇÃO ÀS ATIVAÇÕES DE PATROCÍNIO DOS EVENTOS TESTE DOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 2016

Authors: Eduardo de Oliveira Cruz Carlassara, Pedro Lucas Leite Parolini, Ary José Rocco Júnior
( 0 downloads)
Abstract

Neste estudo buscamos mensurar e analisar o grau de percepção e avaliação dos espectadores esportivos em relação às ações de ativação de patrocínio das empresas Bradesco, Correios, Coca-Cola e Samsung, durante evento teste para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Para tal, fez-se uso da metodologia qualitativa para a análise dos dados. Estes foram obtidos através da aplicação de questionário misto, pré-definido e padronizado. Os resultados encontrados evidenciam a ineficiência das empresas, patrocinadoras oficiais dos Jogos Olímpicos, em aproveitarem, de maneira efetiva, a possibilidade de utilização do principal evento do esporte mundial como plataforma de ativações de suas marcas. Tal ineficiência é demonstrada através da falta de percepção, por parte dos espectadores, das ações que as empresas em questão realizaram no evento teste.

Keywords: Comportamento do Consumidor; Patrocínio Esportivo; Jogos Olímpicos; Percepção
A INFLUÊNCIA DA ELEGIBILIDADE NA CARREIRA DO ATLETA PARAOLÍMPICO

A INFLUÊNCIA DA ELEGIBILIDADE NA CARREIRA DO ATLETA PARAOLÍMPICO

Authors: Luciane Maria Micheletti Tonon
( 0 downloads)
Abstract

A elegibilidade no esporte paraolímpico é o momento da definição da classe que um atleta irá competir. Envolve avaliação, presunção de capacidade e nível de competência. Neste artigo, baseado em narrativas biográficas das atletas paraolímpicas Susana Schnarndorf e Elizabeth Gomes, a classificação funcional ou elegibilidade do atleta paraolímpico é destacada em âmbito sociológico. Especificamente, por ser não só uma prova de aptidões do atleta, em que ele comprova que sua deficiência é relevante no desempenho esportivo, mas, um ponto norteador da sua carreira como atleta profissional. As duas colaboradoras da pesquisa têm doenças degenerativas, casos raros no esporte paraolímpico o que as fazem ser submetidas periodicamente ao processo reclassificatório e com isso, viverem a cada ano, a tensão sobre a continuidade ou não de suas carreiras como atletas. Os dois casos citados são praticamente os únicos na história da delegação brasileira, rumo aos Jogos Paraolímpicos Rio, 2016 salvo algumas outras exceções, que também merecem serem estudadas.

Keywords: Esporte Paraolímpico; Classificação Funcional; Carreira; Elegibilidade
A MEDALHA DE OURO DE THIAGO BRAZ DA SILVA E O OLIMPISMO: UM ESTUDO DA COBERTURA DO PORTAL UOL NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016

A MEDALHA DE OURO DE THIAGO BRAZ DA SILVA E O OLIMPISMO: UM ESTUDO DA COBERTURA DO PORTAL UOL NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016

Authors: Marcelo Cardoso
( 0 downloads)
Abstract

O artigo é parte dos resultados de uma pesquisa que verificou a cobertura dos Jogos Olímpicos de 2016 pela imprensa brasileira. Observam-se distanciamentos e aproximações das narrativas com os ideais defendidos pelo Barão de Coubertin, idealizador dos Jogos Olímpicos da Era Moderna e o fundador do Movimento Olímpico. Coubertin enxergava o esporte e sua interface com a educação e os princípios éticos como meios para desenvolvimento do ser humano. O jornalismo é importante agente de estímulo de vocações e, junto com o esporte, pode contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Analisa-se reportagem publicada pelo Portal UOL sobre a prova de salto com vara, com ênfase à conquista da medalha de ouro pelo atleta brasileiro Thiago Braz da Silva. A hipótese confirmada é que prevalecem abordagens do esporte de caráter ufanista e espetacular em detrimento aos ideais preconizados por Coubertin. Há, porém, momentos que remetem à função social do jornalismo quando tocam, indiretamente, em certos valores olímpicos.

Keywords: Esporte; Jogos Olímpicos; Jornalismo Esportivo; Olimpismo; Pierre de Coubertin
O ESPORTE PARA ALÉM DA COMPETIÇÃO

O ESPORTE PARA ALÉM DA COMPETIÇÃO

Authors: Katia Rubio
( 0 downloads)
Abstract

Há algumas décadas o esporte em geral, e o olímpico em particular, com a proximidade das ciências humanas, teve suas dimensões amplificadas, alcançando a condição de um acontecimento cultural e social por excelência. Esse referencial possibilitou a interpretação do fenômeno esportivo para além de uma competição promovida por seres com dotes físicos fora da média, capazes de levar o corpo humano a limites desconhecidos, demandando uma interpretação particular tanto do ponto de vista individual como coletivo, uma vez que questões de ordem tanto biológica quanto social atuavam no contexto em que o fato era produzido. As questões olímpicas em específico, sejam os Jogos ou todo o universo que gravita em torno desse evento que se constitui como a face pública do Olimpismo, podem hoje ser entendidas e compartilhadas para além do círculo restrito da “família olímpica”. Ainda que mecanismos de controle tenham sido criados nas últimas décadas para circunscrever o debate não apenas a organização e comercialização da competição, mas também o seu entendimento como esse grande fenômeno sociocultural de dimensões globais, pesquisadores e estudiosos dos temas relacionados permanecem ativos, colaborando para a ampliação do conhecimento sobre esse fenômeno. Nesse número de Olimpianos essas questões são expostas e debatidas por acadêmicos do Brasil, da Polônia e dos Estados Unidos, de cujos textos brotam elementos para entender a universalidade do esporte, mas também as sutilezas das questões culturais e políticas locais. A atenção para a dinâmica da juventude contemporânea e a necessidade do Movimento Olímpico se deslocar para atender às demandas desse grupo também é debatida nessa edição apontando para a necessidade de abertura e diálogo com a sociedade. Espero que essas e outras discussões possam ser cada vez mais divulgadas, afirmando assim a importância dessa temática.

Keywords: O ESPORTE PARA ALÉM DA COMPETIÇÃO
OLYMPIC TOURISM AND OLYMPIC LEGACY FROM A SOCIO-CULTURAL PERSPECTIVE

OLYMPIC TOURISM AND OLYMPIC LEGACY FROM A SOCIO-CULTURAL PERSPECTIVE

Authors: Ewa Malchrowicz-Mośko
( 0 downloads)
Abstract

In the recent years, we observe a growing popularity of sport tourism which includes travelling to practice sports outside one's living area, participating in sports events as well as visiting sports related attractions such as sports museums or famous stadiums. Participation in major sports events, including the Olympic Games, has grown in popularity among the tourists, affecting the development of sport tourism. Olympic museums also become a major tourist attraction. Presently, many countries in the world compete to organize the Olympic event as it is widely believed that such enterprises result in an economic gain for tourist destinations and improve the attractiveness of regions as potential tourist destinations. Towns and countries more often choose sports events are a means of advertisement, to make an impression in the global media and to improve their global image. Organizing the Olympic Games brings about many social and cultural benefits as well, among others it enables multicultural communication and facilitates social integration. However, the majority of studies on sport tourism focus on the marketing and economic benefits of the major sporting events. The social and cultural impact still constitutes the minority of all the research on the subject matter, whereas it needs to be pointed out that similarly to the economic results, social and cultural impact is not solely positive. Presently, a number of negative effects of organizing major sporting events can be observed, this includes the economy, social and cultural influence as well as ecology – the reason for the above being the failure to apply the principles of sustainable development by the event organizers. The aim of the present study is to perform a theoretical analysis of possible benefits and losses resulting from hosting a sporting event in the social and cultural perspective.

Keywords: Sport tourism; Sport event tourism; Olympic tourism
A INFLUÊNCIA DA MITOLOGIA NO DESENVOLVIMENTO DAS PRÁTICAS ATLÉTICAS NO ANTIGO EGITO

A INFLUÊNCIA DA MITOLOGIA NO DESENVOLVIMENTO DAS PRÁTICAS ATLÉTICAS NO ANTIGO EGITO

Authors: Raoni Perrucci Toledo Machado
( 0 downloads)
Abstract

É muito comum atribuir aos egípcios uma grande influência para a construção da civilização helênica, sem, contudo, levar em consideração os determinantes culturais específicos de cada um desses povos em suas origens. Utilizando-se do método de pesquisa histórica analítica associada à mitohermenêutica, podemos observar que o desenvolvimento de Hórus, na cosmogonia egípcia, exemplifica o profundo respeito que eles tinham com o ciclo morte-renascimento, que se estendia tanto para a vida econômica deles com o ritmo das cheias do rio Nilo, mas principalmente para a legitimação social da figura do Faraó. Ele era o único que possuía ligação com os deuses, sendo encarado como reencarnação de Hórus, o deus-vivo. Com isso, as práticas atléticas por eles desenvolvidas, tinham na maior parte das vezes um fim nelas mesmas, sendo predominantemente de caráter utilitário sem que houvesse qualquer forma de transcendência, esta que estava restrita somente ao faraó.

Keywords: Egito antigo; Práticas atléticas; Mitologia
IMPACTOS AMBIENTAIS NOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS SEDIADOS PELOS PAÍSES DO BRICS

IMPACTOS AMBIENTAIS NOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS SEDIADOS PELOS PAÍSES DO BRICS

Authors: Rene Vinicius Donnangelo Fender, Flávia da Cunha Bastos
( 0 downloads)
Abstract

Devido à importância que os megaeventos esportivos ganharam no mundo nos últimos anos, um enfoque maior tem sido dado para a questão ambiental. Tendo em vista os recentes eventos esportivos que aconteceram nos países que formam o BRICS, o presente estudo, de caráter qualitativo e exploratório, buscou identificar e analisar, a partir de fontes documentais, os impactos ambientais dos eventos esportivos realizados. Os países sede criaram medidas de prevenção e ações de diminuição dos impactos, mas organizações de proteção e defesa ao meio ambiente são críticos em indicar os pontos negativos. Pequim 2008 mostrou preocupação com a qualidade do ar; Delhi 2010 focou atenções na eficiência energética, contudo, com casos de degradação da biodiversidade. África do Sul 2010 traçou insistentes metas para diminuição da pegada de carbono; Sochi 2014 desenvolveu instalações sustentáveis, mas com incidência de casos de devastação da biodiversidade. Brasil 2014 foi considerada a Copa mais poluidora da história, mas apresentou boas estratégias de ações sustentáveis. O estudo mostra que o aspecto ambiental não pode ser negligenciado no planejamento desses eventos. O conhecimento de quais foram os impactos nestas sedes é de extrema importância para que os organizadores de eventos futuros possam pensar e planejar a melhor forma de investir esforços.

Keywords: BRICS; Megaeventos esportivos; Impactos Ambientais
TOWARD A THANATOLOGY OF OLYMPIC STADIUMS

TOWARD A THANATOLOGY OF OLYMPIC STADIUMS

Authors: Kimberly S. Schimmel, C. Lee Harrington, Ashley Beidle
( 0 downloads)
Abstract

The sociology of sport has over a 30-year history of developing a deeper understanding of urban life by conceptualizing the ways in which sport, both as a dominant cultural form, and as the infrastructure that houses it, is connected to the construct of community and identity. Olympic stadiums, for example, are projected as symbols of global urban status, focal points for local collective identity, and as verification of urban regeneration success –that is, in a sense, as the concrete embodiment of the Olympic Dream. So, what happens when an Olympic stadium is abandoned or destroyed? What happens when an Olympic stadium dies? The purpose of this essay is to provoke thought about the role and meaning of Olympic stadium death. We draw upon media studies, gerontological, and thanatological literature to explore how former Olympic stadiums are presented in global media reports. Our discussion is prompted by our exploratory research examining local newspaper discourse surrounding the destruction of 15 major US sport stadiums since 2000. Situated in the notion that cultural objects have a biography of a life span much as individuals do, we ultimately call for a thanatology of sports stadiums.

Keywords: Stadium; Demolition; Death; Narrative; Icon
AS MULHERES BRASILEIRAS NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 1968 NO MÉXICO

AS MULHERES BRASILEIRAS NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 1968 NO MÉXICO

Authors: Dhenis Rosina
( 0 downloads)
Abstract

O cenário esportivo olímpico a partir do século XX passou a ser composto também por mulheres. Essa possibilidade se deve, em muitos casos, à insistência de mulheres que desafiaram seus limites físicos e comprovaram sua capacidade de praticar modalidades esportivas exaustivas, contrariando o discurso médico fundado em diferenças biológicas, que determinavam o papel social da mulher. Sendo assim, esse trabalho tem o objetivo de analisar as intersecções de gênero na formação das identidades de atletas olímpicas brasileiras por meio da ‘narrativa biográfica’. Por ser uma modalidade de estudo que privilegia a oralidade, a narrativa biográfica desenvolve suas investigações a partir dos registros da memória e dos episódios significativos para o sujeito, protagonista do fenômeno. Para coleta de dados realizamos duas entrevistas com atletas olímpicas da década de 1960: Aída dos Santos, atleta do atletismo nos Jogos Olímpicos de 1964 e 1968; e Lúcia de Faria Alegria Simões atleta do hipismo nos Jogos Olímpicos de 1968. Nas narrativas as atletas demonstraram pontos de apego no que diz respeito ao modelo hegemônico de feminilidade, mas, ao mesmo tempo, marcam um período de desconstrução do padrão feminino ao atribuírem novos adjetivos para a mulher contemporânea.

Keywords: Esporte, gênero, mulheres olímpicas, Jogos Olímpicos de 1968
TÉRMINO, TRANSIÇÃO E VIDA PÓS-ATLETA ENTRE CORREDORAS OLÍMPICAS BRASILEIRAS

TÉRMINO, TRANSIÇÃO E VIDA PÓS-ATLETA ENTRE CORREDORAS OLÍMPICAS BRASILEIRAS

Authors: Neilton Ferreira Junior, Katia Rubio
( 0 downloads)
Abstract

Esta pesquisa teve como objetivo identificar e analisar os significados do término, transição de carreira e vida pós-atleta com base na narrativa biográfica de corredoras olímpicas brasileiras. Resultado de um trabalho dialógico e colaborativo entre atleta (narrador) e pesquisador (ouvinte), a narrativa biográfica permitiu observar, de forma preliminar, que o término e a transição de carreira não são experiências mediadas apenas por características inerentes ao alto rendimento esportivo profissional, como idade, dor ou curva de desempenho. Os preconceitos de gênero e o potencial alienante da alta exigência do expediente esportivo também atravessam a vida mulher-atleta desde o início de sua trajetória esportiva, levando-a a adotar posições mais previdentes e autônomas de preparação para a transição e ressignificação da identidade atlética.

Keywords: Narrativas Biográficas; Transição de Carreira; Vida Pós-atleta
O AVANÇO DOS ESTUDOS OLÍMPICOS

O AVANÇO DOS ESTUDOS OLÍMPICOS

Authors: Katia Rubio
( 0 downloads)
Abstract

As necessárias fronteiras das áreas de conhecimento permitiram a categorização e organização dos campos de pesquisa, porém produziram um inevitável desconforto para temas cuja principal característica é a transversalidade e a multiplicidade. Os Estudos Olímpicos se encontram nesse limiar. Caracterizado pelo diálogo entre as ciências humanas contou ao longo dos anos com as contribuições da história, da sociologia, da filosofia e mais recentemente, em função da análise dos grandes eventos, da gestão, da administração e das comunicações. Entretanto, um fenômeno complexo exige complexidade também nas formas de análise. Nessa edição de Olimpianos essa tendência pode ser observada com a presença do uso da inteligência artificial na análise de dados de atletas olímpicos, ampliando ainda mais um campo já diverso por si mesmo. As preocupações com a entrada e saída de modalidades do programa olímpico também chama a atenção de pesquisadores que refletem sobre a lógica comercial dos Jogos Olímpicos e a prática de algumas modalidades consagradas em outros ambientes.

Keywords: O AVANÇO DOS ESTUDOS OLÍMPICOS

About Europub

EuroPub is a comprehensive, multipurpose database covering scholarly literature, with indexed records from active, authoritative journals, and indexes articles from journals all over the world. The result is an exhaustive database that assists research in every field. Easy access to a vast database at one place, reduces searching and data reviewing time considerably and helps authors in preparing new articles to a great extent. EuroPub aims at increasing the visibility of open access scholarly journals, thereby promoting their increased usage and impact.